2. EXEMPLOS DAS IDEIAS DE J. A. COMENIUS (1592-1670), PROFESSOR DAS NAÇÕES



1. De tudo que é necessário o mais necessário é Deus.
2. Procure Deus em vez da riqueza.
4. Quem constrói seus alicerces em Deus, fica sobre a rocha sólida e é imbatível.
5. Cícero diz: A quem nega Deus, mal o podemos considerar mentalmente saudável.
10. O que o Cristo das pessoas em nome de Deus exigia não eram somente algumas cerimónias, mas a reconstrução interna do homem, e como ele diz, o renascimento para uma vida nova, santa e completamente espiritual.
11. Há um caos interminável nas opiniões sobre Deus, sejam comparadas todas as religiões que podemos encontrar no mundo entre si, ou sejam consideradas cada uma individualmente. Muitas almas chegam à conclusão que é melhor ignorar as numerosas e briguentas Igrejas e relacionar-se, secreta e silenciosamente, com Deus.
12. Uma religião geral será mais versátil de que todas as anteriores, sendo destinada a espalhar-se por todo o país, e também mais simples e mais fácil. O objetivo da religião geral é a ligação do homem com Deus e de Deus com o homem, ... para que, mesmo sem os ritos externos, Deus poderia ser honrado no espírito e na verdade. A religião não pede nada além de caminhar sempre com Deus, conversar com Deus e o agir com Deus. Importa principalmente a realização do mundo espiritual. Que então pereça a religião de Caim, que... cria as seitas, levanta perseguição pelo desacordo na fé e derrama sangue, e, finalmente, procura um lugar na terra em vez de no céu.
14. Nossa sabedoria deve referir-se ao conhecimento de Deus e da lei divina.
18. Quem quiser trazer o maior mérito a Deus e às pessoas (porém, isto deve querer cada um que pode), que assim o faça, para trazer o maior número possível das pessoas para Deus. Isso é mais do que dar a o tesouro aos pobres, a visão aos cegos e a vida aos mortos.
19. Miserável quem trabalha em algo sem cooperar com Deus, porque tal trabalho não sai daquele, em quem único fica a estabilidade e a essência das essências, e por isso finalmente se desfaz. Mas Deus não colabora com ninguém além daqueles que trabalham na sua obra.
20. Deus é o Deus da ordem.
21. Não há o poder além de Deus.
23. A ordem do mundo nos ensina que Deus existe, porque a ordem não pode vir de coincidências. Porém, imagine: Se você tivesse preparado os exemplares deste livro e espalhasse-os e depois colocasse todos de volta na mesma pilha, mil vezes e mil vezes e mais mil vezes e novamente infinitamente mais vezes, mesmo assim nunca ia surgir o mesmo livro que uma vez tinha sido criado pela arte. Como então poderia o mundo, o sistema tão organizado, surgir por acaso?
24. Em qualquer lugar onde há ordem, há também algo que a controla.
28. As leis são sempre determinadas por alguém de posição superior e ficam obrigatórias para aqueles nas posições inferiores.
33. É claro que a morte é a passagem para outro lugar.
34. De mesma maneira como o corpo há antes da roupa e pode sem ela existir, o espírito fica na frente do corpo e pode existir sem ele, porque o corpo não é mais nada que a roupa para o espírito.
35. O espírito em nós é aquilo que nós somos na imagem de Deus, ou seja, aquilo que de nós faz os pequenos deuses, quer dizer, humanos.
40. Quem procura apenas coisas externas, cerimónias, glória, riqueza, autoridades, poder e domínio, aquele é o Anticristo, não o servo do Cristo.
41. Satanás quer que a violação avance gradualmente para que as pessoas não percebessem como eles perecem, até que eles aparecem no abismo da destruição.
42. O diabo continua a esforçar-se, para que as pessoas não reconheçam o que é bom e o que é mal, e até que considerem o bom ser mal e o mal ser bom e que se deixem algemar com esses correntes da ignorância.
43. Aonde a luz não alcança, lá o escuro tem o lugar fixo, como nas cavernas subterrâneas fundas. De mesma forma na mente, a qual não atingiu nenhum conhecimento, inevitavelmente governa a ignorância.
52. Todos somos enviados à mesma escola do mundo e devemo-nos preparar para uma vida diferente.
53. A negligência na educação é a destruição das pessoas, famílias, impérios e de todo o mundo.
59. Viver e não saber por que se vive, significa viver como vive uma mosca ou uma urtiga.
61. Até para aqueles de dois, três ou quatro anos é possível transmitir o conhecimento sobre Deus e sobre a vida e morte, através da qual a vida diária passa para uma vida diferente, para que eles, de acordo com a sua capacidade, começarem a entender porque estão aqui e o que devem fazer.
68. A vida ativa é uma vida verdadeira, a ociosidade é o túmulo vivo.
71. Que os pensamentos, palavras e atos fiquem na única harmonia. Antes temos de estar prontos para morrer que se rebaixar e perder a sua honra.
73. Quanto aos livros dos autores bons e úteis, será preciso preparar os resumos. Que não se esqueça nada que poderia servir à uma sabedoria mais verdadeira, à piedade e à ordem.
74. A filosofia é muito ampla, por isso é quase melhor não saber de nada que deixar-se sempre confundir pelas opiniões diferentes e em vez de que na luz do conhecimento tactear na neblina dos conceitos estranhos.
76. Os livros mais graves, dos quais nós esperamos o enriquecimento da sabedoria, é necessário lê-los continuamente duas ou três vezes. Na primeira leitura, marcamos todas as coisas notáveis sublinhando-os ou fazendo as estrelas na borda. De tudo que você lê, tire as notas.

77. Então temos que implorar os editores e compromete-los que eles não multipliquem o papel, mas sim a sabedoria e que o seu objetivo seja não o lucro no dinheiro, mas a luz nas almas, que eles sejam realmente os servidores da luz e não os escravos de Pluto (o Deus da riqueza), o promotor da obscuridade e confusão.



(13.11.2012, SPMZ - Venzara)



<< BACK

 

Cтарт / Start: 1.3.2007
Oригинал / Original: www.spmz.info
SPMZ • Nádražní 28, 783 13 Štěpánov u Olomouce
Czech republic

IBAN: CZ81 0300 000 0002 5734 6517
BIC: CEKOCZPP

thank you for your support!